Juntos e misturados: Andre Matos e Viper no Rock in Rio

Por: Marcelo Moreira

Banda Andre Matos

Foto: Patrick Nicholas Korb

 

Na abertura do domingão metal, Andre Matos cantou músicas do Angra, do Shaman e de sua carreira solo, antes de receber o Viper no Rock In Rio.

Andre Matos e o guitarrista Andre Hernandes lado a lado no show da banda solo do vocalista
No início do domingão metal do Rock In Rio, uma confusão dos diabos. Quem estava no Palco Sunset, todo encasacado era Andre Matos, o Viper, o Angra ou o Shaman? Resposta: Andre Matos. Mas cantando músicas de todos esses grupos, além das de sua careira solo, e com o guitarrista Hugo Mariutti em sua banda, que também faz parte da atual formação do Viper, que depois entrou no palco para cantar com Andre Matos, finalizando o show com uma cover do Queen. Deu pra entender? É que o tal encontro sugerido pela curadoria do Palco Sunset deveria ser Andre Matos + Viper, e só isso justifica o fato de o show não ter sido o de reunião do seminal grupo, que rodou o Brasil nos últimos tempos (veja como foi no Rio).

Andre mandou de cara duas músicas de sua carreira solo, o que só serviu para apressar a entrada na Cidade do Rock, atrasada que estava pelo desnecessário rigor redobrado nos dias em que tocam bandas de metal. O bicho só começou a pegar de verdade com a dobradinha “Fairy Tale”, do Shaman, e “Lisbon”, do Angra. Mas a ânsia pelas rodas de pogo, moshs e afins só desaguou em músicas mais porradas, caso de “Angels Cry” e “Carry On”, ambas do Angra, meio que fundidas em uma só. E notório que o repertório clássico de Andre é muito mais conhecido e melhor recebido que os de sua carreira solo, que necessita claramente de mais penetração junto ao público.
O truque vem com o início de “Living For The Night”, do Viper, cantada devagarinho por Andre e Mariutti, quando os demais integrantes saem sem avisar e os músicos do Viper entram no palco. A partir dali, o grupo enfileira mais dois sucessos do álbum “Theater Of Fate”, um marco para o metal nacional, sem deixar o público para um segundo sequer. Andre Matos esbanja vitalidade vocal, inclusive nas notas mais altas, provando que seu gogó está em dia. A nota triste fica por conta do baixista Pit Passarel. Ainda não são quatro da tarde e ele já está doidaraço, sem sequer conseguir tocar seu instrumento, como acontece em cada show do Viper. Mesmo assim, valeu a festa como belo aquecimento para o domingão metal que encerrou o Rock In Rio 2013.

Set list completo:

1- Liberty
2- I Will Return
3- Fairy Tale
4- Lisbon
5- Angels Cry
6- Carry On
7- Living for the Night
8- To Live Again
9- Prelude to Oblivion
10- Rebel Maniac
11- We Will Rock You

Fonte: http://blogs.estadao.com.br/combate_rock/juntos-e-misturados-andre-matos-e-viper-no-rock-in-rio/

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s