2004 – Entrevista com Luis Mariutti

Por Rodrigo Vinhas

Após o imenso sucesso do álbum de estréia, Ritual, o Shaman está a caminho da última parte da tour que será na Europa, onde a banda tocará em grandes festivais na Itália, França, Espanha e Bélgica. Além disso, a banda já está produzindo o DVD que foi gravado no ultimo dia 5 de abril no Credicard Hall com um publico superior a seis mil pessoas, que contou com convidados pra lá de especiais, como Tobias Sammet, Michael Weikath entre outros.
O baixista Luís Mariutti revela os próximos passos da banda num bate papo telefônico, com exclusividade para Whiplash.

Whiplash – Fale um pouco sobre o show do Credicard Hall, onde foi gravado o DVD.

Luis Mariutti / Foi um show muito legal. Apesar da tensão de estarmos gravando um DVD, foi muito bom, o público compareceu em massa, além dos convidados especiais e da produção que foi muito grande.

Whiplash – O DVD já tem nome ou uma data de lançamento?

Luis Mariutti / Não, ainda estamos editando o DVD, escolhendo as músicas, essas coisas. Por isso ainda não podemos definir uma data. O nome também ainda está em aberto.

Whiplash – Quando vocês vão começar a trabalhar no novo disco?

Luis Mariutti / Começaremos a trabalhar no novo disco assim que acabar a tour, mais ou menos em agosto, mas já temos muitas idéias em mente. O disco deve sair no primeiro semestre de 2004.

Whiplash – Pra quantos discos é o contrato de vocês com a Universal?

Luis Mariutti / Para mais dois discos.

Whiplash – Hoje em dia, qual é o principal mercado para o Shaman?

Luis Mariutti / Acredito que seja o Brasil. A banda cresceu muito aqui e abrimos muitas portas como ter a música tocando muitas vezes na rádio, um bom clipe veiculado na televisão, além da extensa tour que fizemos
aqui com shows lotados.

Whiplash – Existe algum mercado que ficou menor pra vocês, depois que vocês começaram o Shaman?

Luis Mariutti / Talvez no Japão, mas o mercado lá caiu de uma maneira geral, não é a mesma coisa de alguns anos atrás, mas ainda é um grande mercado para o heavy metal.

Whiplash – Esse é um fato curioso, afinal o primeiro país onde o disco de vocês saiu foi exatamente o Japão, porque vocês não excursionaram por lá?

Luis Mariutti / Recebemos muitos convites para tocar lá, mas as datas sempre coincidiam com shows que já estavam marcados com antecedência, por isso que não fomos tocar lá ainda. Mas no próximo disco, isso com certeza isso irá mudar.

Whiplash – Qual foi o melhor show da tour?

Luis Mariutti / É difícil apontar apenas um show, mas posso afirmar com certeza que os shows do Brasil foram os melhores para o Shaman. Alguns se destacaram como o de Porto Alegre, de Manaus foi muito legal também,
o de São Paulo pela produção e pelo DVD, o do Rio de Janeiro, onde já estávamos mais soltos e tocamos muito bem, e muitos outros.

Whiplash – Recentemente o disco Ritual, foi licenciado para Rússia, México e Argentina, inclusive vocês tocaram nesses dois últimos países mesmo antes do disco ser lançado. Existe a possibilidade do Shaman visitar
esses lugares ainda nessa tour?

Luis Mariutti / Acho que não, pois estamos no fim da tour e ainda temos muitas datas a cumprir, além do que esses lançamentos têm um caráter de apresentação, levando-se em consideração que é uma banda nova, vamos ter de deixar pro próximo disco.

Whiplash – Quais são as expectativas para a tour européia e os festivais de verão?

Luis Mariutti / A expectativa é muito boa. Faremos grandes festivais na Itália e na França. Será uma tour extensa com muitos shows.

Whiplash – Vocês vão tocar no festival italiano Gods of Metal, no mesmo dia do Angra, então existe uma expectativa muito grande de como serão os setlists, quais músicas vocês vão tocar e quais o Angra irá tocar. O que
vocês pretendem fazer em relação a esse assunto? Vocês…

Luis Mariutti / (Interrompendo) Não haverá muita polêmica, pois só vamos tocar as músicas do Shaman. Se tocarmos alguma música do Angra será apenas a Carry On.

Whiplash – Você recentemente juntou-se ao Henceforth, que já contava com o seu irmão na guitarra. Uma grande expectativa cerca o disco por serem dois membros do Shaman, além da
qualidade da banda que é incontestável. O disco já está em fase de gravação certo?

Luis Mariutti / O processo de gravação já está bem adiantado. Eu já gravei cinco músicas, a batera também, o Hugo já colocou algumas bases de guitarra, e algumas já tem até voz. O Guilherme Kanaes está produzindo, acho que no máximo até junho estará tudo pronto. Não existe uma data de lançamento ainda, pois temos de avaliar as propostas das gravadoras

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s