2013/12/12 – Andre Matos celebra a grande fase com show apoteótico em São Paulo

Por Marcelo Moreira

Seis meses que se transformaram em uma maratona de um ano e meio de trabalho incessante, com focos diferentes. O cantor Andre Matos “seguiu” os passos do guitarrista workaholic Joe Bonamassa e mergulhou de cabeça no trabalho, ainda que de forma não muito planejada. “Eu esperava fazer apenas alguns shows com o Viper em meados de 2012 para depois me concentrar na turnê do meu disco solo, mas as as coisas mudaram de tal forma, por conta do sucesso dos eventos, que praticamente estou parando só agora.”

O show no Carioca Club, em São Paulo, no próximo dia 15 de dezembro, é o encerramento dos tais 18 meses de correria e trabalho pesado – e de um período de muito tempo longe de casa e do filho, que mora em uma cidadezinha na Suécia. A apresentação vai reunir músicas de sua carreira solo e um repertório especial tocando na íntegra o álbum “Angels Cry”, de 1993, que o vocalista lançou com o Angra, além de algumas surpresas.

As mudanças de rumo, bem-vindas, ocorreram em julho de 2012. Pela primeira vez em 22 anos, Matos voltou a cantar com o Viper, sua primeira banda, de modo ostensivo. A ideia era fazer alguns shows para comemorar os 25 de lançamento do primeiro álbum da banda, “Soldiers of Sunrise”, além de rever parte dos amigos. O deveriam ser oito ou dez shows naquele mês em alguns lugares do Brasil se transformou em uma turnê nacional com mais de 30 apresentações, com direito a gravação de DVD e o relançamento do ótimo “Theatre of Fate”, o segundo álbum do Viper, de 1989.

A volta do grupo, ainda que temporariamente, deu tão certo que rendeu um convite para tocar no Rock in Rio 2013, um sonho dos músicos desde 1985. “Minha carreira praticamente nasceu com Rock in Rio 85, pois entrei no Viper durante a primeira semana daquele festival. Para todo garoto músico daquela época, pisar no palco do festival, algum dia, seria o ápice da carreira. Vinte e oito anos depois eu e meus colegas alcançamos a meta e realizamos o sonho”, comemora Matos.

A vitoriosa turnê do Viper foi seguida por uma intensa turnê nacional para divulgar “The Turn of the Light”, o seu terceiro álbum solo, de uma carreira que também incluiu passagens por Angra, Shaman e participações especiais em projetos como Virgo (um CD ao lado do guitarrista e produtor alemão Sascha Paeth), a ópera-rock Avantasia (do cantor Tobias Sammet, do Edguy) e uma rápida passagem com o Symfonia (com o guitarrista finlandês Timo Tolkki, ex- Stratovarius).

Mesmo com a agenda apertada, Andre Matos encontrou tempo para gravar uma participação especial no quarto álbum do projeto Soulspell, do baterista paulista Heleno Vale. O Soulspell é considerado como o Avantasia brasileiro. “Gostei muito de trabalhar com esse pessoal, cantei em quatro músicas que foram pensadas para a minha voz e para o meu estilo. Fiquei impressionado com a qualidade do trabalho.”

O grande encerramento de 2013 para o cantor será seguido por uma temporada de descanso e férias na Suécia, onde mora com a mulher e o filho. Depois, reunião com a banda que o acompanha para as composições de um novo álbum e pensar na edição de um DVD de sua carreira solo.

Shows cheios, turnês incessantes e desempenho bom de vendas de seu último álbum, da reedição de “Theatre of Fate”, do Viper, e de volta ao mercado com o Angra por conta do lançamento mundial de uma coletânea: André Matos está em alta em três frentes diferentes em um mercado musical que continua difícil no século XXI. Motivos para festejar e celebrar? Não totalmente.

O lançamento da coletânea “Best Reached Horizons”, lançada em 2012 no Japão e na Alemanha, tira o bom humor do músico. O projeto, idealizado pela gravadora alemã do Angra, é um CD duplo compilando os hits da banda. O CD 1 traz músicas da época de Matos como vocalista; o CD 2 mostra o trabalho com o vocalista Edu Falaschi, que também não faz mais parte do Angra.

“Fiquei sabendo do lançamento pela imprensa e pelos fãs. Não fui comunicado oficialmente e não autorizei a utilização de minhas composições e minha imagem. E, por consequência, não fui remunerado. Achei que faltou respeito dos responsáveis pelo projeto, já que nem se preocuparam em me avisar. Não se trata de dinheiro aqui, mas sim de um comportamento ético e respeitoso. Estou tomando providências quanto a isso”, reclamou Matos. O empreendimento, é bom lembrar, também desagradou bastante Edu Falaschi, pelos mesmos motivos.

A noite de 15 de dezembro terá a abertura de uma banda com um grande vocalista do metal brasileiro: Voodoopriest, novo grupo de Vitor Rodrigues, ex-vocalista do Torture Squad, ao lado de César Covero (guitarra – Endrah), Renato De Luccas (guitarra – Exhortation), Bruno Pompeo (baixo – Aggression Tales) e Edu Nicolini (bateria). A banda está divulgando o EP “Voodoopriest”.

Serviço São Paulo

RockShowBiz apresenta Andre Matos
Abertura: Voodoopriest
Data: 15 de dezembro (domingo)
Local: Carioca Club
Endereço: Rua Cardeal Arcoverde, 2899 – Pinheiros (ao lado do Metrô Faria Lima)
Horário: 17h
Ingressos:
Pista: R$ 40,00 (meia/estudante) | R$ 50,00 (promocional)
Camarote: R$ 70,00 (meia/estudante) | R$ 80,00 (promocional)
Passes Meet and Greet (encontro com a banda para fotos e autógrafos após o show – quantidades limitadas): R$ 50,00
Ingressos online: http://www.clubedoingresso.com e http://www.ticketbrasil.com.br
Pontos de Venda: bilheterias do Carioca Club e loja Lady Snake (Galeria do Rock)
Imagem

 

Fonte: http://combaterock.com.br/andre-matos-celebra-a-grande-fase-com-show-apoteotico-em-sao-paulo/

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s