2016/08/03 – Angra: Alguns problemas não se resolvem com sonho de doce de leite

E aí o ANGRA anunciou sua turnê comemorativa do Holy Land. Discão, todo mundo comprou a ideia. O tempo foi passando, passando, e alguns nomes convidados começaram a surgir. Primeiro Ricardo Confessori, depois Luis Mariutti. E aí, o fã de Angra médio, aquele que está há dez anos ouvindo pessoas brigarem por Andre Matos ou Edu Falaschi, foi à loucura. “Seria verdade? Estaria mesmo acontecendo? A tão sonhada reunião da formação clássica iria acontecer?!”

Imagem

Parecia algo natural. Primeiro o BLACK SABBATH com Dio. Depois, o Sabbath com Ozzy. Até mesmo o GUNS N’ ROSES, que ninguém acreditava que iria se reunir, já acertou tudo. Estava escrito nas estrelas. E, quando ANDRE MATOS himself fez uma postagem na página oficial começando com “Os fãs sempre vencem!!!”, muita gente foi à loucura. Loucura mesmo.

E aí, eis que o post termina anunciando a turnê comemorativa, em homenagem ao Holy Land,… A turnê de Andre Matos & Banda.

Andre Matos & BANDA. Não Andre Matos & ANGRA.

O post foi quase um Ice Bucket Challenge, de tão frio que foi o balde de água. E piorou quando Rafael Bittencourt foi pessoalmente comentar que o convite havia sido feito, e que Andre deliberadamente recusou. E muita gente foi à loucura, de novo.

Só que não da forma boa.

Por uns três segundos eu também fiquei pensativo. Eu, como uma pessoa que já fez muitas matérias, coberturas de show resenhas sobre o Angra e o Andre Matos – e tendo inclusive entrevistado este último – no DELFOS, também queria ver a reunião da banda. Também queria ver ao vivo a formação original tocando aquelas músicas que eu não tive a oportunidade de presenciar. E parecia que, nesse ponto, já havia o distanciamento necessário para que todos pudessem largar o passado e viver o presente.

Mas nada é tão simples assim. Olha para o Angra. Se essa reunião acontecesse, Andre teria que tocar com, pelo menos, quatro pessoas com quem ele teve sérios problemas – problemas na Justiça, inclusive. Se eu sei a natureza dos problemas? Não. Só que deixa eu te contar um segredo…

Não faz diferença.

Cada um reage com os problemas à sua própria maneira. O que pode ser pequeno para você, pode não ser para outro. Os pontos que você prioriza podem não ser prioridade para outra pessoa. Você tem o direito que querer o que quiser, só não pode achar que as pessoas tem a obrigação de aceitar isso.

E isso não é uma indireta para o Rafael, pelo contrário. Ele sempre se manifestou de forma sóbria e cuidadosa, mostrando seu descontentamento, mas sem perder a educação. Também não é para os fãs que queriam a reunião, mas que não ficam arrumando treta por causa disso. Essa é uma mensagem para aquele fã “centro de gravidade”, que acha que tudo gira ao redor dele e da opinião dele.

Amigo, guarda essa lição: alguns problemas não se resolvem com sonho de doce de leite.