2003/10/11 – Shaman em Cascavel

FAN REVIEW – On The Road – Cascavel/PR (11/10/03)
Por: Elton Rodrigues
Fotos: Elton Rodrigues & Otto “Shaman FC Cascavel

On The Road, com certeza foi o maior evento da Região nesses últimos tempos, segundo a organização mais de 70 mil pessoas passaram pelo Centro de Eventos somente no sábado dia do show do Shaman, ao todo 250 mil pessoas prestigiaram o evento.

Quando chegamos ao local do Show uma multidão já agitava ao som de uma banda cover do Creedence, muito boa por sinal.

Após essa apresentação ps Cascavelenses da Maria Madalena entram no palco, confesso que não prestei muita atenção ao show, pois já tivera a oportunidade de vê-los tocando em outros eventos, o som deles não me agrada muito, pra falar a verdade, acho que estavam meio fora do contexto da noite. Fui para traz do palco, armado a céu aberto, onde tive a oportunidade de conversar um pouco com o Fábio Ribeiro que se mostrou muito simpático e de uma humildade impressionante, posando para fotos e dando autógrafos.

Enquanto isso uma outra banda, da qual não lembro o nome, estava detonando um Metal Tradicional de primeira linha, com um “puta” vocal!

Dirigi-me para frente do palco novamente quando outra banda de Cascavel começava sua apresentação. O Lugubrious Hymn me surpreendeu com seu Doom Metal cheio de peso e melancolia, pena que foram só 3 músicas! Destaque para o vocalista, que também toca teclado e violino.

Eis que é chegada a hora. Após alguns comentários do “mestre de cerimônias” do evento ouve-se a intro “Ancient Winds”, foi o suficiente para a galera começar a se agitar, e aos gritos de “SHAMAN!!! SHAMAN!!” e sob uma chuva de fogos de artifício, eles invadem o palco com “Here I Am”, levando todos os 9 mil presentes ao delírio…

O massacre sonoro continuou com “Distant Thunder” e “Time will Come”, ao final dessas musicas o público já estava na mão de André Matos que fazia brincadeiras e incitava a galera a gritar e agitar. Tocam então “For Tomorrow” que serviria de aquecimento para o que estava por vir, um clássico da época de Angra, “Lisbon” é cantada por todos, era visível a emoção de todos, fãs e banda com aquela maravilha de show.

Hora de descansar a voz, e André deixa seus companheiros mostrarem do que são capazes. Primeiro Hugo Mariutti manada seu solo, primoroso, rápido, técnico, emocionante, ufa! É a vez de Ricardo Confessori destruir seu kit, com uma pegada forte e precisa, os dois bumbos pediam água, então começa o malabarismo com as baquetas, tem certeza que esse cara é mesmo desse planeta?

Depois dos instrumentais tocaram ainda “Ritual” e “Fairy Tale”, (a musica da novela) como diria uma amiga não muito familiarizada com o Metal.

Então André convoca todos a fazerem uma prece, e a nos unirmos em fé numa única religião, a do METAL, mandam a (oração) “Pride”.

Fim da primeira parte do show…o que não dura muito, o povo grita por “Painkiller”, mas o que sai dos “falantes” é o som da melhor introdução já composta.

“Unfinished Allegro” invade os ouvidos, abrindo caminho para o maior clássico do metal nacional e por que não, mundial! “Carry On” é um presente dos deuses e é cantada em uníssono, mas também anuncia que estamos chegando ao fim do show.

Mas a banda ainda reservava algumas surpresas para o final. André chama um amigo para cantar um clássico do Metal com ele, enquanto todos esperavam “Painkiller” novamente (confesso que o publico insistiu demais para que tocassem essa música), é anunciada “Wasted Years” do Iron Maiden. Pronto, a galera explodiu, todos cantavam e batiam cabeça, a alegria estampada no rosto do público, e pra não deixar os fãs de Judas Priest na mão, emendam “Breaking the Law”, fechando o show de maneira espetacular.

Musicalmente, um show perfeito, o problema todo foi a falta de segurança no local, pois um marginal, que parecia não estar gostando do espetáculo simplesmente deu 2 tiros para o alto, isso bem perto da galera que estava comigo, junto ao palco, o individuo estava completamente deslocado no show, usava chapéu e bota de peão de boiadeiro, e carregava um berrante(!?!?!), apenas 30 minutos depois dos disparos a policia tomou as devidas providencias.

Mas tudo bem, com o sucesso desse show, espero que os produtores animem-se em trazer mais shows de metal para a região.

Um abraço a todos.

Elton Rodrigues

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s