2005/07/09 – REVIEW DO SHOW DE JUIZ DE FORA

Escrito por: Tania Valéria Guimaraes Beristain
Fotos por: Tania Valéria Guimaraes Beristain

JUIZ DE FORA AMA SHAAMAN

Intenso frio no Rio, chuva fina durante toda a madrugada de sexta-feira. Corre-corre para arrumar tudo e ser surpreendida com uma serra maravilhosa, gelada, porém ensolarada, no sábado bem cedinho.Na entrada do César Park a garotada de preto já sinalizava que era ali o porto seguro. Em frente, uma construção de tijolinhos, indicava que ali seria o Workshop do Confessori, tudo estava claro e deveria simplesmente esperar.

Não importava o tempo de espera, importava apenas reencontrá-los. Contatos com o For Tomorrow já feitos e com o produtor local , confirmavam que valeu muito chegar até ali.

Os gritos eufóricos anunciavam a aproximação dos membros da banda, que estavam chegando quase que diretamente de Brasília, com uma escala básica no Rio, exaustos, mas com a eterna boa vontade e paciência, compreendendo a ansiedade da espera daquele grupo movido pela alegria e a saudade.

Foi um fim de semana mágico, no qual houve tempo de conversar muito com os meninos e equipe. O hall do hotel era o ponto de encontro, ali não havia somente uma estrela. Famosos ou anônimos, todos eram SHAAMAN, Andre, Luis. Hugo, Ricardo, Fábio, Toninho, Carol, Rodrigo, Tubarão, Patrick, Tuca, Celso, Lírian, Tania, Josés, …, e toda a galera de preto, que através do vidro comunicava-se como podia.

Ricardo, de cabelos mais curtos (aliás ficou ótimo), deu uma baita aula no Espaço Mascarenhas, com direito a For Tomorrow, apresentou uma composição “dele mesmo” (rs) e muito mais.

De volta ao hotel, todos reunidos novamente, inclusive o Andre que permaneceu ali conversando por um bom tempo. A vontade de tirar muitas fotos naquele momento foi bastante difícil de reprimir, e aí, você tem que respeitar a privacidade de cada um. Fica-se na saudade, mas há de se compreender que os “flashs” já estavam incomodando todos aqueles olhos que não descansam.

Cortando a multidão de preto extasiada na porta do hotel, todos partiram para o Free Hits. Na chegada avistava-se o Tuca apresentando com euforia o SHAAMAN e Carol desdobrava-se para atender os pedidos no “Merchandising”.

Aos primeiros acordes da banda, a galera vibrava enlouquecida. JUIZ DE FORA AMA SHAAMAN realmente. Mesclando REASON e RITUAL inteligentemente, e com o mesmo jogo de cintura demonstrado no Credicard Hall e no Claro Hall, Andre dribla a platéia eufórica pedindo CARRY ON, virando o jogo incrivelmente com FAIRY TALE.

Os sons ainda passeiam nas cabeças da audiência até hoje, TURN AWAY, FOR TOMORROW, PRIDE … Pride é apoteótica!! INOCCENCE, LISBON, e aí vai, não necessariamente nessa ordem, mas com o mesmo entusiasmo, a mesma loucura, a mesma paixão.

Andre enigmático e carismático, é como um livro, que vai se mostrando a cada página que se abre, assim são as suas composições. Assim é o seu domínio de palco. Todos, sem exceção, esqueceram o seu cansaço, deixaram de lado as horas insones e fizeram o show que JF ansiava por ver.

Corre-corre para o camarim improvisado, uma quietude estranha dentro dos corações, quase hora da despedida. Os mais apaixonados inertes, prostrados no chão ou rente às paredes, apenas olhando. E lá se foram todos de volta ao hotel. Na recepção escura do César Park ainda foi possível dar um abraço em cada um, desejar boa viagem e sucesso. Domingo, às 04:55, vi o ônibus partir da janela do quarto. JUIZ DE FORA AMA SHAAMAN, Rio de Janeiro, São Paulo, Taubaté, Porto Alegre, Fortaleza, Ceará, Argentina, México, … Até um dia SHAAMAN …


E VOCÊS ASSISTIRAM AO CLIPE DE MORE? Vale a pena ver 😀

 

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s