2012/07 – Viper – Show de simpatia e clássicos do metal com muita descontração

Por: Gustavo Franchini
Fotos: Daniel Croce e Juliana Monteiro

Fotos: Daniel Croce

O sucesso absoluto da turnê To Live Again Tour é uma grata surpresa para os integrantes doViper, conhecida como a primeira banda do famoso vocalista André Matos. A outra surpresa estava no público do show no Rio de Janeiro, que simplesmente lotou o Teatro Rival Petrobrás, com ingressos esgotados horas antes do início do espetáculo. Considerando a atual cena do metal carioca, este feito é digno de aplausos.

Também, não era para pouco: a formação original (com exceção do guitarrista Yves Passarel, que agora toca no Capital Inicial, sendo substituído por Hugo Mariutti nos shows) finalmente se reúne para tocar os álbuns Soldiers of Sunrise (1987) e Theatre of Fate (1989) na íntegra, algo que os fãs esperam por mais de 20 anos. Ou seja, era uma noite repleta de nostalgia e amor ao heavy metal.

A primeira parte de show contou com as faixas do Soldiers of Sunrise, com a banda enfrentando algumas dificuldades técnicas. O som da casa não estava lá essas coisas e o vocal de André era praticamente inaudível. Após algumas músicas, o público pediu em coro para aumentar o microfone e as coisas melhoraram um pouco. Não era só este coro o único ressoado por todos, que também gritavam “Pit, Pit, Pit”, em referência ao carismático baixista Pit Passarell, que não se cansou de clamar amor aos fãs, apesar de claramente estar alterado, pois até esqueceu o nome do guitarrista Felipe Machado na hora de apresentar a banda… É a emoção!

No intervalo, um vídeo descontraído e interessante dos tempos idos da banda, com o hilário incêndio em um dos shows, que vai dar o que falar na internet. O acidente foi causado pela tocha que André Matos usou nos shows, pra animar a galera, além de um “empurrão” do roadie que tentou afastar o fogo com um chute, mas, ironicamente, acertou uma cortina e o fogo se alastrou pelo palco. Afinal, quem nunca fez uma besteira quando jovem?

Fotos: Juliana Monteiro

Já a segunda parte foi baseada no Theatre of Fate que, além das inúmeras interações de André com os fãs (contando histórias da época), demonstrou a força das músicas da banda ao vivo, muitas cantadas em uníssono. As rodinhas eram constantes e bem animadas, com direito a um mosh de Pit! Para fechar o show, a “Rebel Maniac” do álbum Evolution (1992) e o cover de um clássico do Queen, “We Will Rock You”. E, agora, todos na torcida para a reunião se transformar em uma volta definitiva do Viper!

SET LIST:
Parte 1
1 – Knights of Destruction
2 – Nightmares
3 – The Whipper
4 – Wings of The Evil
5 – Signs of The Night
6 – Killera (Princess of Hell)
7 – Soldiers of Sunrise
8 – Law of The Sword
9 – H.R.
Parte 2
10 – Illusions
11 – At Least a Chance
12 – To Live Again
13 – A Cry From The Edge
14 – Living For The Night
15 – Theatre of Fate
16 – Moonlight
17 – Prelude to Oblivion
BIS
18 – Rebel Maniac
19 – We Will Rock You

Fonte: http://universodorock.virgula.uol.com.br/coberturadeshows.asp?cod=499

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s