2013 – Resenha – Andre Matos e Viper (Rock in Rio, Rio de Janeiro, 22/09/13)

Iniciando o último dia de Rock in Rio, no dia de metal, no palco Sunset começamos com Andre Matos e Viper, uma mescla da carreira solo de Andre Matos e a banda Viper, no qual Andre Matos integrou nos anos 80. Mesclando músicas de sua carreira solo, Viper e algumas músicas do Angra, Andre Matos fez um verdadeiro espetáculo no palco Sunset, introduzindo o dia do metal com maestria e muito peso!

 Imagem

Liberty – O show começa com a música Liberty da carreira solo de Andre Matos, do mais recente álbum lançado “The Turn of the lights” já mostrando os fiéis fãs da carreira presentes cantando cada letra da música.

I Will Return – Do álbum Mentalize com a introdução inspirada na banda Queen, apontou problemas no começo com o microfone do Andre desligado. Com uma das músicas mais conhecidas da carreira solo do Andre Matos, os fãs mais fiéis cantavam o refrão em plenos pulmão junto com Andre Matos.

Imagem

Fairy Tale – Então tocaram a Fairy Tale do Shaman, conhecida por qualquer fã que se preze da carreira de Andre Matos. Desde a primeira nota do piano, os fãs entraram em delírio, cantando do começo ao fim.

Lisbon – Clássico do Angra, Uma verdadeira surpresa para os presentes no show. Desde sua introdução já havia um público cantando a introdução com os tradicionais “OOooos” já que se trata de um clássico do álbum Fireworks, uma das mais conhecidas dele.

Angels Cry – Com a introdução cantada ao refrão, ao anunciar a comemoração dos “20 anos de Angels Cry”, já contava com o agito dos headbangers, com os perfeitos instrumentais de Andre Hernandes e Hugo Mariutti, a faixa-titulo do primeiro álbum do Angra foi um dos auges do show. Em meio ao solo, a banda já emendou para Carry On.

Carry On – A faixa de abertura do álbum Angels Cry, clássico supremo da banda , soou nostalógica aos fãs, ouvir grande clássico cantado por Andre na época do Angra na década de 90.

Viper:

Imagem

Living for The Night – Então os acordes de Living for the Night, levaram o público ao delírio, com a entrada do Viper, quase sem houver a necessidade de Andre Matos cantar a música já que muitos presentes sabiam a letra desse clássico do Viper. Após o primeiro refrão, Andre Matos apresentou a banda rapidamente.

To Live Again – Do álbum Theatre of Fate, com seus vocais rápidos e solos voadores,

Prelude to Oblivion – Também do Theatre of Fate, contou com seus pesados riffs ao seu melhor, um grande indicativo e pioneiros do metal melódico nacional. Um dos auges do show!

Rebel Maniac – Da época do Pit Passarell nos vocais do Viper, interpretado por Andre Matos com maestria, com o refrão “Everybody, Everybody” cantado pelo público junto ao Viper, foi um dos destaques do Viper, com um verdadeiro clássico do Metal nacional.

We will rock you – Cantando a versão do álbum “Evolution”, a versão heavy metal da música impressionou quem não conhecia a versão. Contando com os instrumentistas da carreira solo do Andre e do Viper no mesmo palco.

Set-list:

Imagem

Formação Andre Matos solo:

Andre Matos – Vocal
Hugo Mariutti – Guitarra
Andre Hernandes – Guitarra
Bruno Ladisleu – Baixo
Rodrigo Silveira – Bateria

Formação Viper:

Andre Matos – Vocal
Hugo Mariutti – Guitarra
Felipe Machado – Guitarra
Pit Passarell – Baixo
Guilherme Martin – Bateria

Fonte: Em 19/09/2013 | Resenha – Andre Matos e Viper (Rock in Rio, Rio de Janeiro, 22/09/13) http://whiplash.net/materias/shows/188731-viper.html#ixzz2fpgR2UHx

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s