2014/11/28 – Andre Matos – 28-11-2014 – Curitiba (Espaço Cult)

André Matos - Curitiba - nov-2014 - por Clovis Romanandre02

Texto e fotos por Clovis Roman – Edição por André Luiz

O cantor André Matos e sua banda já haviam passado por Curitiba com a atual turnê. Quem perdeu de vê-los naquela oportunidade, teve uma nova chance, já que os caras voltaram para a cidade, e tocaram no Espaço Cult.

Desta vez, a abertura ficou por conta do Kattah, que está divulgando seu recém-lançado segundo disco, Lapis Lazuli. O nome do trabalho remete a uma pedra preciosa encontrada apenas em determinadas regiões do oriente médio, e a referência a região também se reflete no som dos caras, repleta de referências pouco convencionais ao metal. Mas o primordial no som deles são as guitarras, o baixo, a bateria e os vocais bem afinados de Roni Sauaf. No repertório, várias músicas desse novo trabalho, que foi produzido por Roy Z (Bruce Dickinson e Halford), com o qual o Kattah fará shows em dezembro, no festival Zoombie Ritual e no próprio Espaço Cult. Eles também mandaram “I Believe”, do seu debut, Eyes Of Sand, e quem estava junto ao palco curtiu bastante; ouviu-se algumas vezes um coro de “du caralho, du caralho” vindo da “galera do gargarejo”. Mais para o fundo, o som chegou um tanto mais embolado.

O show de André Matos atrasou, pois o guitarrista Hugo Mariutti perdeu o vôo, o que o fez chegar apenas de noite na cidade. Tudo certo, e o quinteto sobe ao palco mandando alguns sons da atual carreira solo do cantor, como “Liberty”, “Course Of Life” e a excelente “Rio”, do debut Time to Be Free. Rolou ainda “Faity Tale”, do Shaman e “Living For The Night”, do Viper, que encerrou a primeira parte do repertório.

Após um rápido intervalo, eles voltam e mandam, então, o momento mais aguardado da noite: o álbum Angels Cry, do Angra, na íntegra. André gravou esse trabalho com sua antiga banda há mais de 20 anos, e a estreia impactante colocou o grupo no topo do metal mundial na época. E claro que muitos se emocionaram e cantaram juntos sons essenciais como “Carry On”, “Time”, “Angels Cry”, a belíssima “Never Understand” e a apoteótica “Stand Away”. Antes de se encaminharem para o final, ainda houve espaço para “Painkiller”, do Judas Priest e “Nothing To Say”, do Angra, antes de voltarem e acabarem tudo com “Streets Of Tomorrow”, “Evil Warning” e a estupenda “Lasting Child”. A voz de André Matos está excelente, e sua banda dispensa maiores comentários, além de um “todos soberbos”.

O público que compareceu não foi dos maiores, mas estava empolgadíssimo. E como bem André Matos disse: “Quem veio, viu, quem não viu, vai pra …”. Perfeita definição.

Fonte: http://metalrevolution.net/blog/2014/12/02/andre-matos-28-11-2014-curitiba-espaco-cult/

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s